64% das empresas afirmam contar com políticas claras para promover a equidade de gênero - Revista Hover

Os resultados representam um acréscimo de seis pontos percentuais em relação ao último ano

São Paulo, março de 2024 — As pautas de gênero vêm se mostrando como um dos principais focos das políticas de Diversidade, Equidade e Inclusão nas empresas brasileiras. Como prova disso, 64% dos recrutadores entrevistados no último Índice de Confiança Robert Half afirmam contar com políticas claras para promover a equidade de gênero no ambiente corporativo.

Os resultados representam um acréscimo de seis pontos percentuais em relação ao último levantamento sobre o tema, realizado em fevereiro de 2023. Para efeitos de comparação, no início de 2022, essa porcentagem atingia 55% das organizações, o que indica um avanço significativo das companhias ao longo dos últimos anos.

Benefícios da equidade de gênero

Na percepção das empresas, os cinco principais benefícios da equidade de gênero no ambiente corporativo são (os respondentes poderiam selecionar mais de uma alternativa, por isso a soma dos percentuais é maior do que 100%):

  • Pensamento mais diverso (57%);
  • Gestão mais humanizada (56%)*;
  • Melhora no clima corporativo (37%);
  • Aumento na motivação e melhora do engajamento (31%);
  • Fortalecimento da política de atração de candidatos que valorizam a diversidade (29%);

*Reforça-se aqui que o benefício de uma gestão mais humanizada está associado às vantagens da própria diversidade organizacional, e não a mitos que estereotipam a liderança de mulheres, como a suposição de serem mais benevolentes, gentis ou humildes.

“É importante compreender que o fortalecimento da agenda de gênero corrobora para a construção de uma rede sólida. Garantir equidade não somente incentiva a atração de talentos do mercado, mas também sustenta a retenção de profissionais-chave por meio de ambientes mais diversos, humanizados e engajados”, assegura Débora Ribeiro, gerente de parcerias estratégicas da Robert Half.

Panorama de gênero nas empresas brasileiras

  • Para se tornarem empresas igualitárias na questão de gênero, 52% delas assumem que ainda precisam ampliar a participação feminina no quadro de colaboradores.
  • No último ano, 67% das organizações disseram ter aumentado a participação de mulheres em cargos de gestão, o que representa um acréscimo de dois pontos percentuais no comparativo com o levantamento de 2023.

O que as empresas têm feito

Cientes da urgência da questão, as companhias têm agido. De acordo com os recrutadores entrevistados, as cinco principais ações das suas empresas para garantir a equidade de gênero no local de trabalho são:

  • Definição clara de critérios de seleção para avaliação de competências e experiências, evitando padrões subjetivos (43%);
  • Entrevistas estruturadas, com perguntas padronizadas para garantir uma avaliação consistente de todos os candidatos, independentemente do gênero (31%);
  • Treinamento para entrevistadores sobre preconceitos de gênero, destacando a importância da objetividade nas avaliações (26%);
  • Divulgação de vagas com linguagem inclusiva para atrair candidatos de todos os gêneros (25%);
  • Comitê de seleção diversificado, garantindo representação equitativa de gênero entre os entrevistadores (17%);

Esse recorte faz parte da 27ª edição do Índice de Confiança Robert Half, que é resultado de uma sondagem conduzida pela consultoria com base na percepção de 1.161 profissionais, igualmente divididos em três categorias: recrutadores (profissionais responsáveis por recrutamento nas empresas ou que têm participação no preenchimento das vagas); profissionais qualificados empregados; e profissionais qualificados desempregados (com 25 anos ou mais e formação superior).

Sobre a Robert Half

É a primeira e maior empresa de soluções em talentos no mundo. Fundada em 1948, a empresa opera no Brasil selecionando profissionais permanentes e para projetos especializados nas áreas de finanças, contabilidade, mercado financeiro, seguros, engenharia, tecnologia, jurídico, recursos humanos, marketing e vendas e cargos de alta gestão. Com presença global e atuação na América do Norte, Europa, Ásia, América do Sul e Oceania, a Robert Half aparece em listas das empresas mais admiradas do mundo. A Robert Half é reconhecida, também, por seu compromisso de promover a igualdade e proporcionar uma cultura que apoia a diversidade.

Share.