Conheça o Glowing Skin Laser, aposta da Clínica Camargo para rejuvenescer os lábios - Revista Hover

A dermatologista Dra. Priscila Câmara de Camargo mostra quais tratamentos – feitos no consultório – são tendências para conquistar a boca dos sonhos

O mundo das intervenções estéticas se divide entre os que amam e os que odeiam o preenchimento nos lábios. Dar volume à boca corrige assimetrias, define contornos e elimina as ruguinhas ao redor da pele. E, claro, dá aquele efeito carnudo – que, às vezes, fica perfeito, mas que também pode passar do ponto.

A boa notícia para quem quer rejuvenescer os lábios, sem mudanças drásticas no rosto, é o Glowing Skin Laser. O procedimento é feito com um laser do tipo Nd-YAG micropulsado, que promove um aquecimento controlado nas camadas da pele, induzindo a formação de colágeno, com efeito imediato após a primeira sessão.

“O laser glow aumenta a luminosidade e trata linhas finas, causadas pelo fotoenvelhecimento, além de deixar os lábios com uma aparência mais jovem e mais saudável. O diferencial é que ele pode ser aplicado em todos os tipos de pele, inclusive nas negras, e não tem down-time, que é o tempo mínimo de recuperação. A paciente pode fazer na hora do almoço e voltar para a sua rotina de trabalho sem preocupação”, explica a dermatologista Dra. Priscila Câmara de Camargo, da Clínica Camargo.

Outra grande tendência para realçar a beleza e rejuvenescer a região é a aplicação de ácidos hialurônicos de diferentes densidades e concentrações. “Os ácidos são injetados apenas no contorno dos lábios, realçando e dando estrutura à boca, sem aumentar o volume. O resultado é um preenchimento labial bem mais natural e personalizado”, esclarece.

Segundo a médica, são utilizadas gotículas de ácido hialurônico, distribuídas milimetricamente. “Os pontos de aplicação são definidos de acordo com a anatomia e o desejo de cada paciente. O objetivo não é dar um volume exagerado ao lábio, e, sim, deixá-lo com um contorno bonito e proporcional ao rosto”, conta a especialista.

De acordo com a Dra. Priscila Câmara de Camargo, apesar de existir uma ampla gama de tratamentos minimamente invasivos, que podem ser feitos no consultório médico, é preciso consultar um dermatologista para que seja avaliado qual tratamento será o mais indicado.

“Cada paciente precisa passar por um especialista, para que recomende um protocolo individualizado, harmônico e sem exageros. Para quem pensa em dar um up discreto na boca, essas técnicas podem ser um primeiro passo”, finaliza.

Share.