“Melhorar a alimentação e o estilo de vida é fundamental no combate a diabetes", diz endocrinologista Laercio Raposo - Revista Hover

Em entrevista ao programa, nesta terça-feira (30), o médico ENDOCRINOLOGISTA Dr. Laercio Raposo comentou sobre os cuidados e formas de tratamentos para o diabetes.

O médico explica que o diabetes possui dois tipos principais: o tipo 1 e o tipo 2. “O tipo 1 é aquele que até criança tem, onde o pâncreas para de produzir a insulina. A insulina seria um hormônio que o corpo produz para quebrar os açúcares no corpo, os carboidratos. A pessoa que tem muito açúcar no sangue é a pessoa diabética. O Diabético tipo 1 usa insulina para poder melhorar a glicose do organismo”, explica. Já o tipo 2 ocorre em pacientes com resistência à ação da insulina. “São usadas algumas medicações para melhorar a ação da insulina no corpo. Segundo o médico, atualmente existem outros tipos mais raros de diabetes. “No caso da diabetes tipo 1 é um problema autoimune, ou seja, nosso próprio corpo produz anticorpos contra o pâncreas, por isso, ele produz menos insulina, e o diabético tipo 2, o próprio pâncreas pode entrar em falência com o tempo. Começa a ficar mais preguiçoso. Em situações especiais, como diabetes gestacional, o controle da glicose deve ser mais rígido.” Hoje se sabe também que existe uma diabetes que é mesclada entre a tipo 1 e o tipo 2. “Seria o diabético tipo 1 que começa a ganhar peso e acaba tendo resistência a insulina.”, relata.

Os principais pontos de atenção com relação ao diabetes são os cuidados com a questão alimentar, prática de exercício físico, controle da obesidade, do estresse e do sono. “O único culpado da pessoa ter diabetes não é apenas do açúcar, mas o que leva a pessoa a ter diabete, seria não se cuidar em relação ao estilo de vida. Temos mais de 500 milhões de diabéticos no mundo. Desses, 1% vai morrer por ano. Disso, 90% são diabéticos do tipo 2, que desenvolveram a diabetes com a idade, porque não cuidaram com relação a obesidade, alimentação, exercício físico, etc”, alerta. O uso de medicação é “muito importante”, segundo o médico, porém é necessário dar atenção a estes cuidados gerais também.

Laercio ainda acrescenta. “E por que tentamos controlar o peso dos pacientes diabéticos? Porque quanto mais gordura corporal a gente tem, mais resistência á insulina a gente tem, e menor é a quebra da glicose por parte da insulina que o paciente produz”, pontua.

O Dr. Laercio Raposo, médico endocrinologista, esclarece os fatores que podem desencadear a diabetes. “É uma doença que surge por diversos fatores, como o aumento de peso, a falta de exercícios, o consumo excessivo de alimentos ricos em açúcar e gordura, e o histórico familiar”, destaca o especialista.

O Dr. Laercio Raposo, medico endocrinologista, tem previsão de abrir uma clinica especializada em diabéticos no centro de Florianopolis. Acredito que deva estar inaugurando no início do próximo semestre. Explica Laercio.

Além disso, o Dr. Laercio alerta para os sintomas que demandam atenção. “A diabetes se manifesta quando a glicose no sangue atinge níveis muito altos. Os principais sintomas incluem cansaço, aumento da ingestão de água, frequência urinária elevada e intensa sensação de fome. Esses sinais são um alerta para buscar assistência médica e verificar os níveis de açúcar no sangue”, enfatiza.

O tratamento da diabetes, segundo o Dr. Laercio, é oferecido na atenção básica e exige uma mudança abrangente no estilo de vida. O paciente deve modificar toda a alimentação e o estilo de vida, além de seguir o tratamento medicamentoso, que pode incluir a conhecida Metformina. A responsabilidade pelo tratamento recai principalmente sobre o paciente, que deve seguir as orientações médicas”, conclui o médico.

Saiba mais sobre o especialista e os trabalhos que vem desenvolvendo no link abaixo.
https://www.instagram.com/dr_laercio_raposo?utm_source=ig_web_button_share_sheet&igsh=ZDNlZDc0MzIxNw==

Share.