Revizia lança módulo Reforma Tributária para acalmar tensões pré-regulamentação - Revista Hover

Plataforma já registrou crescimento de 300% na busca por recuperação de notas fiscais e de 30% na tentativa de recuperar impostos

Enquanto o país aguarda com ansiedade o envio pelo Governo Federal ao Congresso dos textos completos que regulamentam a Reforma Tributária, a empresa Revizia, especializada em auditoria e compliance fiscal, acaba de colocar à disposição de seus usuários um módulo específico com todas as informações, explicações e projeções referentes ao projeto aprovado pelos parlamentares no ano passado que modifica profundamente a estrutura fiscal do país. A iniciativa tem como objetivo permitir às empresas entenderem com profundidade todos os conceitos mais importantes do novo modelo para ter maior assertividade e tranquilidade na tomada de decisões estratégicas referentes ao assunto. Desde a aprovação da nova legislação pelo Congresso Nacional no ano passado, o Revizia já registrou um crescimento de 300% na busca por recuperação de notas fiscais e de 30% na tentativa de recuperar impostos.

No novo ambiente dedicado à Reforma Tributária, o Revizia fornece informações gráficas e diretas sobre as mudanças em andamento, os projetos de lei em tramitação e os cronogramas das alterações. Conforme a regulamentação for ocorrendo, a plataforma permitirá aos usuários calcularem os impactos específicos das mudanças para as empresas dos mais variados setores.

“O Revizia surgiu como uma ferramenta de compliance, simplificando a gestão fiscal e financeira para empresários e gestores diante do complexo sistema tributário atual. Com a iminente Reforma Tributária, a empresa se antecipa para ajudar os empresários a entenderem e se preparar para as mudanças em tributos fundamentais como PIS, COFINS, IPI, ICMS e ISS, que começarão a ocorrer a partir de 2027”, explica o CEO do Revizia, Vitor Santos.

O módulo Reforma Tributária do Revizia, explica, por exemplo, como e quando acontecerão as principais movimentações do período de transição para o novo regime. “Em 2026, se inicia a implementação da Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) e do Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), ambos com alíquotas iniciais de teste: 0,9% para a CBS e 0,1% para o IBS. Essas taxas serão ajustáveis, permitindo aos contribuintes compensarem o que já pagaram a título de PIS/Cofins. Avançando para 2027, testemunharemos a extinção do PIS/Cofins, e a CBS assumirá uma alíquota de referência que será estabelecida pelo Ministério da Fazenda. Finalmente, em 2033, o novo sistema tributário estará em plena vigência, e os tributos e legislações antigas serão oficialmente extintos”, descreve o texto publicado no ambiente.

Um estudo feito pelo Revizia junto a 2.110 CNPJs revelou que juntas essas organizações podem ter de volta pelo menos R$ 3,8 bilhões em tributos pagos indevidamente aos cofres públicos. De acordo com a empresa, o ICMS e o PIS/COFINS são os principais tributos da lista de encargos recuperáveis.

Por outro lado, com o avanço da Reforma Tributária, o temor pelas multas e o senso de oportunidade por uma possível recuperação de tributos pagos indevidamente se somaram, provocando um forte impulso na corrida em busca de documentos perdidos. No ranking dos cinco tipos de documentos XML’s mais recuperados, o estudo da Revizia aponta em primeiro lugar o Cupom Fiscal Eletrônico (CF-e-Sat), depois a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e na sequência a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e). Em quarto lugar aparece o Conhecimento de Transporte Eletrônico (CTe) e na quinta posição a Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e).

“As empresas que têm nos procurado nestes últimos meses se mostram principalmente interessadas em garantir possíveis créditos existentes, pelo receio de uma mudança no ‘jogo’ futuro que poderia impedi-las de obter este benefício”, comenta Vitor Santos.

Para chegar a estes resultados, o Revizia realizou cruzamentos de informações encontradas em documentos técnicos capazes de apontar inconsistências e oportunidades de recuperação tributária que vão desde teses que circulam em diversas searas do campo judicial, como também oportunidades administrativas.

Sobre o Revizia

Fundada em 2016, o Revizia é uma empresa especializada em auditoria e compliance fiscal que atua por meio de uma plataforma SaaS baseada em machine learning. Sua operação tem por objetivo facilitar e dinamizar o trabalho dos profissionais do mercado tributário, contábil e fiscal. Para isso, ela oferece soluções voltadas à captura e armazenamento de documentos fiscais, além do cruzamento técnico de informações capazes de apontar inconsistências e oportunidades de recuperação tributária.

Para saber mais acesse: https://www.revizia.com.br/

Share.