Evolução do surfe como negócio: WSL terá espaço em plenária do Sports Summit Brasil 2024 - Revista Hover

(Foto: Marcelo Singer)

Ivan Martinho, presidente da World Surf League na América Latina, participará de um dos painéis do evento ao lado de Carlos Burle, surfista de ondas gigante

A World Surf League (WSL) marcará presença na próxima edição do Sports Summit, um dos maiores eventos da indústria esportiva, que acontece entre os dias 7 e 9 de maio, em São Paulo. O executivo Ivan Martinho, presidente da WSL na América Latina desde 2019, é presença confirmada no painel “WSL: O lar mundial do surf”, que discutirá sobre a evolução da modalidade na última década.

Marcada para a próxima terça-feira (7), a palestra dará destaque para a evolução e sucesso da “Década de Ouro do Brasil”, em homenagem às conquistas dos surfistas brasileiros. Desde 2014, quando Gabriel Medina foi campeão mundial pela primeira vez, o país esteve sete vezes no topo em nove edições. O título fica com um brasileiro desde 2018, consolidando essa dinastia do país no surfe. Nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Ítalo Ferreira também fez história ao se tornar o primeiro campeão olímpico da modalidade.

Além do foco esportivo, o surfe como negócio também será debatido. A WSL tem registrado um crescimento significativo no número de fãs no Brasil e trabalha em estratégias para criar uma aproximação ainda maior com o público mais jovem, que inclui o fator de entretenimento e foco em ações de sustentabilidade nos eventos No âmbito dos patrocinadores, outro movimento importante da Liga é a aproximação com marcas não endêmicas, aquelas que são mais distantes da indústria, porém com um alcance maior, como, por exemplo, Vivo, Banco do Brasil, Natura e Mãe Terra.

“É um prazer participar de mais uma edição do Sports Summit no Brasil, assim como fiz em 2023. Será outra grande oportunidade para falarmos sobre o crescimento do surfe como negócio no esporte. Em um ano olímpico, esses debates ganham ainda mais relevância e contribuem significativamente para o desenvolvimento da modalidade”, ressalta Ivan Martinho.

Na segunda parte do painel, Martinho participará ao lado de Carlos Burle, surfista pioneiro de ondas gigantes em Nazaré. O debate será voltado para a evolução do esporte na perspectiva do atleta. Muito respeitado ao redor do mundo dentro do mar, Burle também foi visionário no mercado, abrindo o leque para oportunidades com marcas não endêmicas e um futuro após a vida competitiva. Bicampeão mundial e recordista de ondas grandes no Guiness Book, agora segue uma nova fase como palestrante.

“Desde que eu decidi que ia ser surfista profissional, eu me dediquei a empreender o surfe. Assim como o mercado de trabalho formal, gerenciar os riscos, traçar estratégias e se preparar para as ondas do mercado são fatores que eu sempre levei em consideração. Não basta querer surfar uma onda gigante, é preciso se preparar e aprender com os erros”, completa Burle.

O Sports Summit fará uma turnê global em 2024, iniciando a trajetória no Brasil. O evento ainda passará por Estados Unidos, México, Argentina e Espanha, com diversas palestras e atividades da indústria esportiva. A segunda edição da convenção no país contará com grandes nomes do mundo esportivo, exposições e diversas experiências para os participantes.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE:

A World Surf League (WSL) é a casa do surf competitivo no planeta, coroando campeões mundiais desde 1976, apresentando os melhores surfistas do mundo. A WSL supervisiona o cenário competitivo global do surf e estabelece o padrão para o desempenho de alta performance no ambiente mais dinâmico de todos os esportes. Com um firme compromisso com os seus valores, a WSL prioriza a proteção do oceano, a igualdade de gêneros e a rica herança do esporte, ao mesmo tempo que destaca a progressão e a inovação.

Share.