Investir na infância é o caminho para um futuro promissor em Goiânia - Revista Hover

É alarmante constatar que mais de 9 mil crianças em Goiânia enfrentam a falta de acesso a creches, especialmente na faixa etária de 0 a 6 anos. Essa realidade suscita profunda preocupação e questionamentos sobre como isso pode ocorrer. A ausência de acolhimento adequado e de uma educação primária de qualidade coloca em risco o desenvolvimento dessas crianças, podendo moldar adultos altamente dependentes do sistema no futuro.

Apesar de o atual sistema político demonstrar interesse em lidar com essa questão, é fundamental que a população intervenha e promova uma mudança significativa, eliminando esse déficit e instigando uma verdadeira revolução educacional em nossa capital.

Propõe-se, como evolução futura, a criação de Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) em cada bairro. Essa descentralização poderia proporcionar um ambiente educacional mais próximo das comunidades, facilitando o acesso e promovendo um cuidado mais individualizado.

A necessidade de uma mudança drástica na educação infantil é inegável e urgente. O estado atual, marcado pela falta de acesso a creches e pela precariedade na qualidade da educação, é simplesmente inaceitável. É imperativo que se busquem soluções eficazes e imediatas para garantir que todas as crianças tenham acesso a uma educação de qualidade desde os primeiros anos de vida.

Leonardo Rizzo
Empresário

Share.