Conheça empresários brasileiros que chegaram aos milhões com histórias de superação - Revista Hover

Veja o que eles esperam de 2024 e como estão os seus negócios atualmente

O cenário empresarial em 2024 parece ser promissor. Uma pesquisa recente de Panorama da Amcham revelou que 56% dos empresários projetam crescimento superior a 10% neste novo ano e que IA e ESG serão vetores importantes. Na avaliação do diretor da Mid Falconi, Rafael Silveira, 2024 será um ano de ajustes. A avaliação de Silveira está em sintonia com a projeção do economista-chefe da XP Investimentos, Caio Megale. “Não estamos falando de um cenário recessivo, mas é preciso atenção aos riscos”, afirmou. O economista destaca que apesar do ambiente não parecer sempre tão favorável, “o Brasil tem fortalezas importantes, como o fluxo de exportações, o tema da energia verde e de muitas empresas vindo para investir no país”.

Mas nem todas as histórias empresariais começam com este bom-humor ou com facilidades, independente das perspectivas brasileiras. Sem aportes financeiros, lidando com negócios falidos ou passando por diversas dificuldades impensáveis, existem empresários que mudaram cenários no mercado nacional em anos diferentes. Eles criaram soluções disruptivas e inovaram em áreas que poderiam parecer saturadas para muitos. Desde aplicativos de entregas revolucionários até marcas de cosméticos, vinhos e roupas, essas mentes criativas e insistentes mostram o quanto “o impossível é um emaranhado de pequenos possíveis”. Veja:

1. Filipe Martins (@girossapp)

Filipe Martins, aos 27 anos, teve seu primeiro contato com o termo startup durante uma conferência na faculdade de engenharia de produção. Morando em Brumado, interior da Bahia, ele se interessou pela possibilidade de usar a inovação para resolver problemas. Em 2016, teve a ideia do aplicativo Giross, lançado após dois anos de desenvolvimento, em 2018.

O app, que foi certificado pela Anvisa, faz hoje as entregas de produtos de marcas como Pague Menos, a Domino’s, a Arezzo, a Petz e a Schutz. Além de incluir taxas reduzidas para as empresas parceiras e seguros, Filipe garante que a marca está sempre recebendo inovações para facilitar o cotidiano dos negócios e dos entregadores.

Desde janeiro de 2023, a Giross ampliou seu alcance para 320 cidades, realizando mais de 170 mil corridas por mês, em comparação com 250 cidades e 60 mil corridas mensais anteriores. O faturamento mensal aumentou de R$ 600 mil para aproximadamente R$ 1,7 milhão, resultando em um número três vezes superior ao ano anterior.

Após o recebimento do certificado da APEX, a empresa planeja agora expandir suas operações para Portugal em maio de 2024, e tem como meta para o ano: atingir 120 mil entregadores cadastrados, expandir para 350 cidades e atingir 500 mil corridas por mês. Esses objetivos demonstram a trajetória de crescimento e expansão do aplicativo Giross.

2. Sônia Hess (@grupomulheresdobrasil)

Empresária brasileira notável, Sônia Hess é reconhecida por sua trajetória como ex-presidente da camisaria catarinense Dudalina e atualmente ocupa o cargo de vice-presidente do Grupo Mulheres do Brasil. Iniciando sua carreira na área de Marketing da Dudalina, empresa de seus pais, ela ascendeu a CEO em 2003, triplicando o faturamento e ampliando suas operações.

Ao assumir a liderança da Dudalina à beira da falência em 2003, Sônia Hess foi responsável por um crescimento anual de 30% na empresa até 2009. Sua influência foi tão significativa que, em 2013, a revista americana Forbes a destacou como a sexta empreendedora mais poderosa do Brasil.

Até 2024, Sônia segue como forte inspiração para novos empresários. Depois de vender o negócio, Sônia passou atuar de maneira incansável no terceiro setor, com maior ênfase ao apoio à mulher em situação de vulnerabilidade social e seu direcionamento profissional e empreendedor, como todo o suporte necessário. Uma escolha que tem feito a diferença na vida de milhares de famílias brasileiras.

3. Gustavo Caetano (@_sambatech)

Gustavo Caetano é o fundador da SambaTech, reconhecida como uma plataforma líder em distribuição de vídeos online na América Latina. Sua trajetória de sucesso está intrinsecamente ligada aos desafios iniciais enfrentados pela empresa. No início, Gustavo teve que lidar com a escassez de investimentos e recursos, além de enfrentar um mercado incipiente para plataformas de vídeo online.

A trajetória de Gustavo teve início quando ele tentou baixar um jogo para seu celular via internet WAP, sem sucesso. Identificando uma oportunidade no mercado, ele decidiu agir e entrou em contato com empresas desenvolvedoras. Sua persistência valeu a pena quando, em 2004, após várias tentativas de contato, obteve resposta de uma empresa sediada em Londres.

A empresa aceitou que ele fosse seu reseller local, desde que apresentasse um plano de negócios em Londres. Sem dinheiro, recorreu ao amigo de seu pai, Almir Gentil, que aceitou a ideia de investir em Gustavo, que hoje é um dos brasileiros mais influentes da internet, segundo o LinkedIn e a revista GQ. Ele lançou, anos depois, o livro Faça Simples: Um Guia Para Você Tirar a sua Ideia de Negócio do Papel.

4. Rogério Salume (@winevinhos)

Rogério Salume nasceu em Itabuna, interior da Bahia, e fundou a Wine.com.br, uma das principais empresas de comércio eletrônico de vinhos na América Latina. Ele iniciou o negócio em sua garagem e sua história de sucesso está ligada à busca por inovação e à capacidade de criar soluções únicas para o mercado de vinhos online.

Rogério começou desde cedo a atuar na área de vendas. Com 20 anos, rodava toda a região de Vitória de bicicleta vendendo balas e doces para padarias e estabelecimentos. Pediu demissão do seu emprego sólido anos depois para focar na sua ideia de negócio.

Enfrentando desafios logísticos e uma concorrência acirrada, Salume diferenciou a Wine.com.br por meio de estratégias de marketing criativas e um foco na experiência do cliente, conquistando uma posição relevante no mercado.

5. Luciano Machado (@mmfprojetos)

Luciano Machado é o irmão mais novo de uma família com quatro filhos, onde seu pai iniciou como pedreiro, servente e empreiteiro antes de abrir um negócio na área da construção. Influenciado pela experiência familiar, Luciano optou por seguir a carreira de engenheiro civil. Ingressou na faculdade em 1996 e logo conseguiu um estágio em uma construtora, impulsionando seu crescimento profissional. Nos anos seguintes, ganhou experiência trabalhando por sete anos nos setores administrativo e comercial do HSBC e do antigo Unibanco.

Com o propósito de empreender e estabelecer um empreendimento focado em construções e reformas, Luciano planejava deixar a empresa de infraestrutura em que trabalhava. Em 2014, concretizou seu plano ao fundar a MMF Projetos, formada pelos sobrenomes de Luciano e dos outros dois fundadores, Ricardo Mirisola e Igor Ferreira, além da sociedade atual com Fernanda Castells.

Ao longo dos últimos anos, a empresa desenvolveu projetos de infraestrutura para clientes notáveis, como Arteris, Eletrobras e o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), alcançando um faturamento de R$ 1,2 milhão em 2019.

6. Luiz Seabra (@naturabroficial)

Luiz Seabra, um dos fundadores da Natura, uma das empresas de cosméticos do Brasil, é reconhecido por sua história ligada à perseverança e à criação de uma empresa inovadora. Nos estágios iniciais, a Natura enfrentou desafios financeiros e de aceitação no mercado.

Aos 27 anos, especificamente em 28 de agosto de 1969, ele fundou a Indústria e Comércio de Cosméticos Berjeaout Ltda, em parceria com Jean Pierre Berjeaout. Em um curto período após sua criação, a empresa foi renomeada para Natura, devido à utilização de ativos vegetais na formulação dos produtos.

Seabra e seus parceiros mantiveram forte crença nos valores de sustentabilidade e na qualidade dos produtos, permitindo que a empresa superasse as dificuldades iniciais. Esse comprometimento impulsionou a Natura a se tornar uma referência global em cosméticos sustentáveis, conquistando posição no mercado internacional.

Share.